A máquina e o homem no mundo VUCA!

Atualizado: 2 de Ago de 2019

Tenho procurado explorar a temática VUCA (mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo) a partir de vários aspectos do cotidiano. Já descrevi a origem da expressão e como ela está presente nos nossos dias, e também comentei sobre os excessos que o mau uso da tecnologia pode gerar em certos grupos de pessoas, quando a tentativa de descobrir os limites do corpo chega a colocar em risco muitas questões éticas (como o caso dos biohackers). Hoje, vou comentar uma situação, ou melhor, um contexto de conflitos que pode acontecer com qualquer profissional amplamente capacitado.


Pense em alguém que você admira por sua incrível capacidade, acima da média, para desenvolver uma atividade que exige concentração, estratégia, criatividade e arrojo, entre outras qualificações. Imagine agora que, um dia, alguém diz a essa pessoa que seu talento foi superado por uma máquina com inteligência artificial. Qual será a reação dela? Podemos concordar que o avanço da tecnologia incorporada em nossas vidas é fato já conhecido e aceito. Mas até quando e em que ponto a máquina pode substituir e realizar uma atividade ainda melhor que as pessoas mais qualificadas?


Creio que podemos concordar que a primeira reação dessa pessoa seria a de não acreditar e até ridicularizar o comentário, mostrando dúvida e descrença. Não importam os exemplos que podem ser citados e que foram incorporados ao nosso dia a dia, ao longo do tempo. Um caso simples é o de que, há 50 anos, não havia máquina copiadora e a primeira delas foi lançada com enorme complexidade operacional, alto custo e ocupando grande espaço.


Hoje, há copiadoras domésticas a um custo bem baixo, para uso pessoal, e máquinas profissionais que editam até livros, a uma velocidade estonteante. E há até impressora 3D!

Pois bem, tudo isso que eu escrevi foi como introdução para um grande desafio homem x máquina que merece ser considerado, por dois aspectos. De um lado, vale a pena acompanhar como aconteceu e qual o resultado de uma recente experiência nesse campo.


Por outro lado, e para mim o mais importante, vale verificar que o ser humano, por mais competente e qualificado que seja, primeiramente reage com dúvidas e desdém à capacidade de a máquina vencer, passando depois a sofrer pressão interior com a perda de confiança e do amor próprio. A recuperação de forças exigirá, cada vez mais, do acompanhamento de profissionais como terapeutas, coaches e mentores, cada qual dentro de sua área de especialização.


Leia artigo completo em: http://www.cloudcoaching.com.br/o-homem-e-a-maquina-no-mundo-vuca/post#.XPlwlRZKjIU

Foco em competências e resultados

  • Canal Dimensões de Sucesso
  • Instagram Dimensões de Sucesso
  • Face Dimensões de Sucesso
  • Dimensões de Sucesso Linkedin
  • Twitter Dimensões de Sucesso

Rua do Russel 807/4ºa – Glória

Rio de Janeiro - RJ CEP: 22210-010

(para correspondências, enviar aos cuidados à MDM Assessoria em Negócios)

© 2019 por Dimensões de Sucesso

Portal administrado por MDM Assessoria em Negócios - CNPJ 04.503.806/0001-53